Porque perdas definitivas de dados vitais ainda ocorrem apesar de todo o avanço tecnológico dos sistemas de Backup e Restore?

A diretoria da empresa geralmente dedica pouca ou nenhuma atenção ao serviço de Backup e Restore que garante a continuidade dos dados armazenados nos computadores da organização até que ocorram perdas definitivas de informações vitais.

Isto acontece embora os Diretores saibam que regulamentos legais exigem que certos dados devem ser preservados por anos a fio;

Também não desconhecem que perda de dados que afetam a operação de serviços tais como pagamento a pessoal, faturamento, controle de contas a receber, vendas on-line, produção, interconexão com fornecedores e clientes, atendimento de exigências governamentais pode gerar prejuízos, que em determinados casos são superiores a capacidade financeira da empresa.

Esta despreocupação com o Backup e Restore decorre de serem estes sistemas complexos fora do conhecimento da quase totalidade dos principais Executivos.

Decorre também da crença muitas vezes equivocada que o pessoal técnico da empresa tem todo o “know how” necessário para desenhar, implantar e operar sistemas de Backup e Restore.

Raros são os diretores de empresas que levam em consideração que o volume e a complexidade dos sistemas de armazenagem e dos dados a guardar, e proteger, por anos a fio aumentaram exponencialmente nos últimos anos.

Que o próprio local de residência destes dados está inexoravelmente migrando das instalações internas da empresa para a nuvem operadas por terceiros.

Que é impossível para os técnicos da empresa dominarem toda a área de conhecimento de Tecnologia da Informação (TI) eis que dezenas de novas especialidades competem pela atenção destes profissionais.

Que mesmas as empresas líderes de mercado não têm como manter especialistas em todas áreas de TI e crescentemente terceirizam atividades como o desenho, a implantação e ou a própria operação dos serviços de “Backup e Restore” para empresas de serviços especializadas neste nicho.

Felizmente as causas acima descritas que concorrem para a perda definitiva de dados vitais podem ser mitigadas ou eliminadas com duas medidas simples:

  • Realização de frequentes Auditoria Técnica para determinar se o Backup e Restore dos dados corporativos foi corretamente desenhado, implantado bem como está sendo identicamente operado.
  • Terceirização da operação do Backup e Restore por empresa especializada neste nicho de mercado